Agronegócio em Mato Grosso e sua importância na economia nacional

Tempo de leitura: 3 minutos

Você já pensou em investir ou tem curiosidade sobre o agronegócio em Mato Grosso? Pois saiba que o mercado apresenta números animadores e grandes oportunidades.

Exatamente por isso, ao longo deste texto abordaremos o agronegócio nesse estado do Centro-Oeste, com destaque para o volume de produção, movimentação financeira, criação de postos de trabalho e os principais insumos produzidos. Além disso, trataremos da importância da cidade de Sorriso para o PIB do estado.

Quer conhecer um grande polo do agronegócio nacional? Então, siga com a leitura!

Qual o volume de produção do agronegócio em Mato Grosso?

Em junho de 2015, o Mato Grosso atingiu a segunda colocação em exportação do agronegócio no país, perdendo apenas para o estado de São Paulo.

De lá para cá, o volume de produção vem apresentando crescimento, e a expectativa é que o estado passe a liderar o índice nacional no fechamento de 2017.

A supersafra de grãos é a grande responsável por esse alavancamento e deve fazer com que o estado cresça 5,1% este ano. Das 238,7 milhões de toneladas colhidas em todo o país, 61,9 milhões são do Mato Grosso. Isso representa 26% de toda a produção nacional.

Cidade de Sorriso

Conhecida como a capital da soja, a cidade de Sorriso é a grande responsável por esse aumento na produção do grão no Mato Grosso.

Tomando os dados de 2015 para ilustrar a importância do município, o volume total do agronegócio no estado chegou a US$ 1,48 bilhão. Destes, US$ 1,11 bilhão provém da soja (grão, farelo, óleo etc.). Sorriso foi responsável por R$ 963,2 milhões dessa produção no estado.

No próximo tópico, detalharemos todo o faturamento do agronegócio no Mato Grosso.

Como anda a movimentação financeira?

Em cifras, o volume de produção chegou a US$ 1,48 bilhão ao mês nas vendas externas. Veja, a seguir, a divisão desse volume de acordo com os principais insumos produzidos:

  • soja: US$ 1,09 bilhão;
  • farelo de soja: US$ 188,14 milhões;
  • carne bovina: US$ 120,52 milhões;
  • óleo de soja: US$ 31,24 milhões;
  • fibras e produtos têxteis: US$ 17,28 milhões;
  • carne de frango: US$ 15,28 milhões;
  • carne suína: US$ 1,12 milhão;
  • outras carnes e miudezas: US$ 1,14 milhão.

Por fim, a movimentação financeira do agronegócio no Mato Grosso responde por 51% de toda a arrecadação recolhida pelo ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

Como é a criação de postos de trabalho?

O agronegócio é fundamental para o crescimento econômico, desenvolvimento e agregação de valores no Mato Grosso. Contudo, a crise de 2015 afetou a geração de postos de trabalho, que tiveram queda de 20 mil vagas em 12 meses, principalmente no agronegócio e na construção civil.

A expectativa é de que o reaquecimento da economia em 2017 e as projeções para 2018 possam resultar em uma recuperação na criação de empregos.

Como vimos, o agronegócio em Mato Grosso é o principal alavancador do PIB do estado e grande gerador de oportunidades.

E você, gostou deste artigo? Então, curta a nossa página no Facebook para acompanhar outras novidades do estado!

Sobre Contática Contabilidade

A Contática está preparada pra lhe atender. Fazemos questão que toda tributação seja conhecida e seja amplamente debatida, não temos limite de consultoria, reuniões e planejamentos tributários, são ferramentas essenciais. São por estes e outros motivos que a Contática é a primeira e única empresa contábil do Estado de Mato Grosso a possuir a certificação ISO 9001. Nossos clientes são assegurados com garantia de qualidade e satisfação. Colocamos à disposição de nossos clientes toda experiência e nosso “know-how” de 20 anos de mercado. Hoje somos sócios da RNC – Rede Nacional de Contabilidade, temos a satisfação de compartilhar conhecimento nos 23 Estados da Federação, é com orgulho que atendemos juntos a mais de 5.000 clientes em todo o Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *